Lá se vai mais um...

Algumas grandes saudades permanecem. Alguns pequenos rancores. Alguns amigos perdidos, outros encontrados. Alguém que se foi para sempre. Alguém que vai ficar para sempre. Alguém que está demasiadamente longe, e alguém que se esforça para ficar perto. 
 
Descobertas, algumas mudanças, algumas teimosias e um saldo de glicose extremamente positivo...Um saldo sexual não tão satisfatório.
Conquistas, várias. Uma graduação, um nivel a mais no inglês, no francês e meio no italiano.
Amigos, amantes e um pouco mais de liberdade. Minhas coisas, minha vida e minhas chaves. 

Alguns trabalhos bem feitos, outros carentes de melhoria. Mas todos feitos!
Muitos esforços. Um sem tamanho de decepções. Alguns amores mal resolvidos.
Amores a resolver. Uma carga interessante de conhecimento e auto-conhecimento.
Débito com o budismo. Débito com minha propria alma. Ingradidão pela paz conquistada. Gradidão por todo o resto.

Alguns quilos a mais..e algumas gramas de beleza e sensualidade acrescidas. Auto estima equilibrada, a solavancos, mas equilibrada.
Menos auto-sabotagem. Saldo bancário no vermelho, mas saldo de bem estar no azul. Foi a mudança...que não foi nada fácil.
Um pouco mais de aceitação à solidão. Um pouco mais de opções para passar uma tarde fria. Sopas, livros e muitas descobertas musicais.
Precisando de sapatos novos. Precisando reencontrar com velhos amigos, e amigos velhos. Pessoas que amo, mas estão longe.

Alguns sonhos realizados. Outros repensados. E muitos tomando outros rumos. A pressa de ter filho vai passando...A pressa de saber mais sobre mais ainda não passa. A impaciência continua reinando. 
Alguma paciência para ver filmes, sem fazer mais nada. As distrações continuam. A pluralidade de coisas a fazer também.
A inquietude, afiadíssima.
A ansiedade, ainda reina absoluta - e unhas vão embora em cada crise -

Gula e ira controladas, mas uma dose maior de preguiça.
Vida em trânsito..maioridade absoluta a caminho..o que não muda muito quase nada. Só o casamento em cartório. Mas não há planos nessa área ainda.

Déficit de postagens no blog. Um abandono que nem tento me justificar. Um débito imenso com meus amigos daqui, de visitas, de carinho, de convívio...
Déficit de pedidos de perdão...mas nunca fui boa nisso.
Déficit de escritos e dizeres de ''Eu te amo''...mas faltaram também oportunidades e pessoas. Disse o quanto podia, para quem mereceu.


Assim termina meu saldo de 2010...e, incrivelmente, assim começa minha lista de resoluções de ano novo. 
E meu plano infalível continua sempre o mesmo: VIVER.

2 comentaram:

Vavá disse...

Querida Dai,
Queria eu ter essa sabedoria de avaliar como foi meu ano. Belo texto!
Aproveito pra deixar meu desejo sincero de um novo ano cheio de novidades, alegrias saúde e amores!
Beijão

Adm. disse...

Oi,
Eu também queria ter a sabedoria de avaliar o meu ano, mas, o seu texto me ajudou nisso, pois, me identifiquei em várias coisas.
Apesar de não me conhecer, eu te desejo um FELIZ 2011!

BEM VINDOS AO TAIPAN DOMESTICADA...INJETEM SEUS VENENOS À VONTADE.
 
Copyright 2009 TAIPAN DOMESTICADA All rights reserved.
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress Theme by EZwpthemes