Match Point

Insônia de sexta-feira na globo nao parecia muito promissora...até o anúncio do filme que iria passar no Festival de Sucessos: Match Point.

Woddy Allen, gênio maravilhoso o considera um dos seus melhores filmes. Eu já havia recebido recomendação para assisti-lo, mas havia empurrado sempre pra quando desse. Ontem finalmente assisti, meio incrédula ao início, quase deu sono. Mas a trama foi se revelando de uma forma inesperada e envolvente e nao tinha como nao criar uma boa expectativa, que se realizaria com o final inesperado, indo opostamente aos romancinhos tipo-novela-das-oito-que-começa-às-nove  que tenho visto. Baseado num romance de Dostoyevski, que ainda preciso ler no meio de milhões de outras leituras, conta a história que envolve a sorte na vida e a ambição se tornando mais importante que a moral e os apelos sentimentais, tem um final muito diferente das tramas Holiwoodianas e o enredo em si é muito rico e instigante, além de muitos momentos que nos fazem refletir um pouco mais acerca da vida , sorte, ambição, romances, e dos outros muitos  mistérios que a envolve.

Alguns me odiarão, mas adorei a frase solta pelo protagonista, e que fiz questão de anotar em minha agenda e serve para pensar se ainda trarei vidas para essa loucura que insistimos em chamar de mundo e se ainda há algum incentivo para que eu viva a minha:
"NÃO TER NASCIDO PODE SER O MELHOR PRESENTE DE TODOS"

Enfim, recomendo que assistam...muito bacaninha.
O trailer, pra ver se interessam...

5 comentaram:

Max Psycho disse...

Pode ser que eu seja uma aberração, mas detesto Woddy Allen, mas respeito a opinião alheia, bju grande minha Fiona

Dai disse...

Ogro querido, voce ultimamente tem detestado tudo...
Mas obrigada por, mesmo assim, vir manifestar seu carinho por mim...
Espero que acerte no próximo post..ou nem converso mais com vc.

Beijinhos

Paulo Tamburro disse...

DAI, ótimo o seu texto, incluindo as "mineirices".

Meus textos , são de humor e meus blogs também, no entanto, quando o assunto é mulher, e mineira fico o mais sério dos homens(rs).

Com as devidas desculpas deste carioca sendo literalmente, assado por um calor que ,até para nós está exgerado - ontem fez 43 graus por aqui - gostaria de falar sobre a verdadeira "espetaculosidade" das Minas Gerais.

Não é a culinária, não é sua paisagem, não é este sotaque que tanto nos encanta,nem seus botecos, enfim isto encontramos em qualquer lugar.

O que, no entanto, como fruto legítimo desta terra adorável de encantamento constante para os nossos olhos, só você guardam a chave do segredo, ou seja: Como se fazem as mulheres mineiras.

Isto porque, como se fazem seres humanos , todos nós sabemos, mas quando está de criando uma mulher mineira, o útero matermo sente que uma, luz maior o penetra e junto com ela uma fómula , hoje em desuso, que é manter a FEMINILIDADE DA MULHER.

Parece uma redundância, mas não é.

Só as mineiras tem aquele levíssimo e adocicado cheiro das brisas que sopram das suas montanhas e corpos ainda muito menos mexidos, siliconados, malhados ou transformados em mulher-músculo ou mulher-sarada e não conheço nenhuma- mulher fruta, legumes ou verduras, mineira.

Já pensou: Mulher-couve?

Vejo sempre a mulher mineira com a singeleza de uma flor que se deixa polinizar, nos mais românticos campos do amor que sabe o limite entre a liberdade e a libertinagem.

Tenho pela mulher mineira os doces sonhos, que vocês sabem construir na mente dos homens , hoje meio assustados com tanta "liberdade" feminina".

Merecida conquista, mas muito distorcida.

DAI, e se eu estiver enganado, se não for mais assim, se mudaram, por favor, sejamos como falava Nelson Rodrigues, o maior dramaturgo brasileiro.

-" Se fatos forem contra aquilo que eu penso, que se danem os fatos".

Se as mineiras, também mudaram, não me comunique!

Não quero admitir, quero só então, minhas inesquecíveis lembranças.

Abração de um carioca, que jamais perdoou Silvério dos Reis.

Lady disse...

O filme é ótimo.
Revela o que a vida é de forma indireta em certas partes, para que nós expectadores interpretem. E como fiquei admirada com este filme e toda sua repercussão, criei uma comunidade no orkut: Match Point é uma lição d'vida, e como é, já prensenciei casos parecidos como dos personagens e foi bom assisti-lo para ficar sempre atenta com as coisas que nos rodeiam. Até.

Silézia disse...

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=98191477

Dê uma visitinha na minha comunidade sobre o filme.

BEM VINDOS AO TAIPAN DOMESTICADA...INJETEM SEUS VENENOS À VONTADE.
 
Copyright 2009 TAIPAN DOMESTICADA All rights reserved.
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress Theme by EZwpthemes