Da minha loucura fake

Ando meio paranóica...Tá, eu sei que esse blog é pra dissertar novidades e essa provavelmente não é uma.
Mas a questão é que as pessoas andam achando que tudo que eu escrevo aqui faz parte da minha tão singular e basic life. 

Gosto muito de escrever. Fato1.

Acho que a demasiada floreação das histórias e conselhos dá um ibope. Fato 2.

Explico esse rebosteio. Algumas pessoas do meu círculo pessoal de amizades e inimizades andam visitando o meu querido espacinho,devido a alta valorização do euro e da internet e minhas lentas e apaixonadas argumentações sobre a maravilha de ser blogueira, então algumas deram pra olhar pra mim de uma forma meio torta e piedosa.
Então alguns esclarecimentos precisam ser feitos:
Não, eu não contrato garotos de programa.
Eu não estou grávida.
Eu não mato exs.
Eu não sou gay. A gostosinha de quem tanto falo é a minha mãe.
Eu não sou traída 2 vezes por dia. Sequer tenho traidores à vista.
Encalhada é um modo genérico de dizer que ando muito de bem com a vida.
Sim, eu sou louca com músicas e ando evitando os Ctrl+v dos pedacinhos dela, porque eu sei que ninguém tem paciência de ficar traduzindo. Mas eu gosto de MPB também!
Não tenho tanta coisa contra homossexuais. Mas é que o assunto rende piadas muito boas. Mas adoro eles.
Não odeio os homens, nem sou feminista ao extremo. Muito antes pelo contrário, eles tem me feito muito bem.
Eu não sou tão amargurada assim. Só acho que devo colocar os exageros de que tanto gosto em tudo que falo. 
Não falo mais de religião, não por venerar a minha, mas por respeitar a de muitos. Mas gosto muito do tema.
Falo muito de políticos porque eles merecem.
Tenho dias normais, me alimento e durmo e tenho vida. Os exageros que posto aqui não passam de devaneios da insônia de alguns dias.
Não sou hipocondríaca.
Minhas piadas são criadas pra não ter graça mesmo. Não precisam rir amareladamente.
Minha vida é um doce de coco com pimenta. Tem dia ruim e bom como a de todos. 
Mas que ou uma blogueira paranóica, isso é o Fato 3.

Beijinhos a todos e perdoem a infrequência com que ando escrevendo, mas a vida tem sido puxada e o leite das crianças tem que ser garantido.

*Em tempo: Quebrei minha promessa de ficar 4 anos sem comer no McDonalds. Você tinha razão Raquel, McMelt é a minha cocaína..

3 comentaram:

soumenina disse...

Sério q a gente precisa explicar essas coisas?? chaaato, não?

Mari disse...

Dai,
vc percebeu como estamos perdidas com esses homens!! e para completar o Bruno faz uns comentarios desses!! Ninguém merece, né!! rsrs

Bjos!
Mari

Dedinhos Nervosos disse...

Olha... acho que ninguém da minha familía sabe do meu blog. Pô, a gente não pode expressar o que sente, pensa... o que tá afim nem no nosso canto, né? ufffff
Bjos!

BEM VINDOS AO TAIPAN DOMESTICADA...INJETEM SEUS VENENOS À VONTADE.
 
Copyright 2009 TAIPAN DOMESTICADA All rights reserved.
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress Theme by EZwpthemes